[Análise do Fórum] – Halo Wars 2 por Felipevasco

Postada por Felipevasco em 30/06/2017 – Link original do fórum e discussão.

Imagem

UM POUCO DE HISTÓRIA

“Depois de um longo período de sono criogênico os tripulantes da nave Spirit Of Fire despertam em momento totalmente conturbado. Após serem noticiados pela IA Isabel, os passageiros tomam ciência de que acordaram no mais profundo pesadelo. Liderados por um temível inimigo (Atriox), rebelados do covenant tomam posse de um planeta repleto de tecnologia Forerunner. Cabe aos sobreviventes impedir que esse novo inimigo se fortaleça e torne-se uma ameaça ainda maior.” A narrativa do spin-off não é lá muito profunda, mas serve muito bem de pano de fundo para a campanha. Parte do enredo apresenta novos personagens interessantes que poderiam ser muito bem aproveitados ao jogo principal.

DETALHES TÉCNICOS

As animações estão simplesmente espetaculares. Um verdadeiro deleite cinematográfico, diria com absoluta certeza que está entre as melhores do Xbox One.
O gráfico in game é bom. O detalhamento dos veículos, das unidades, tropas não é soberbo como as CGs, mas em se tratando de game de estratégia eu diria que estão bem acima da média. Já o cenário creio que poderia ser um pouquinho mais inspirado… Sinceramente, o terreno, a geografia do local poderia ter uma arte mais caprichada.
O som é impecável, tanto a trilha quanto os efeitos sonoros ilustram bem a tradição que Creative Assembly tem nesse quesito.
Sobre bugs: apesar de relatos eu não presenciei problemas técnicos no game – se bem que só fui jogar algum tempo após o lançamento, provavelmente lançaram patches para corrigir.

O JOGO

Jogando no controle: os desenvolvedores fizeram um ótimo trabalho ao adaptar um estilo tradicionalmente dos PCs para os consoles. É lógico que ainda não dá pra comparar com o dinamismo que oferecem o mouse e o teclado, mas afirmo de forma contundente que mover exércitos através de uma alavanca e aciona-los ao pressionar botões se tornou muito mais prático e intuitivo. Não joguei o Halo Wars original, mas segundo informações que obtive, sua sequência além várias melhorias acabou ganhando todo um refinamento em sua jogabilidade. Num simples toque de botão você pode selecionar unidades, circular em grupos ou ordena-las todas de uma vez. Umas das grandes novidades é o emprego dos direcionais: ao invés de procurar lentamente por pontos no mapa com a alavanca, você pode imediatamente direcionar ao local desejado. Ir direto para um QG ou encontrar uma tropa pelo caminho se tornou bem mais fácil.

As partidas podem parecer menos desafiantes para os jogadores de PC, e aqueles que já estão familiarizados em games de estratégia, perceberão nitidamente a inspiração em Starcraft. Mesmo Halo tendo um bom tempo de estrada, é notória a semelhança de algumas unidades com as dos jogos da blizzard. Já a receita que dou para os marinheiros de primeira viagem é: levar em conta que a dinâmica do jogo consiste em criar estruturas, gerenciar recursos e formar unidades. Com relação ao combate, usando uma analogia, é mais ou menos como se fosse uma brincadeira da pedra, papel e tesoura: determinada unidade leva vantagem sobre algumas, mas é vulnerável em relação a outras. Cabe ao jogador criar o seu exército da forma mais equilibrada possível.

Ao terminar a campanha a conclusão que tive é que ela foi bem curta… diria que serviu basicamente como um tutorial. Normal, tendo em vista que tradicionalmente em jogos de estratégias as seções mais utilizadas são para jogar o MP ou contra a IA.
O multiplayer eu joguei bem pouco, mas destaco o inovador modo blitz. Assim como nas incursões da Alemanha nazista na segunda guerra mundial, todo o embate progride de forma frenética. Ao invés de construir estruturas, gerenciar recursos ou formar unidades , todo seu exército é construído através de uma mescla de card game com estratégia em tempo real. Diferentemente das partidas tradicionais, neste modo o game pode terminar de forma quase que instantânea… ótimo para aqueles jogadores que não querem perder tempo.
Os outros modos em destaque são o tradicional mata-mata e o dominação – ambos podem ser jogados contra a IA ou em MP – inclusive em coop com os amigos.

VEREDITO

Mesmo tendo uma campanha curta, a qualidade espetacular das CGs dão um atrativo maior ao modo história.
Tenho que destacar o modelo blitz caindo como uma luva de forma criativa e inovadora, levando dinamismo e praticidade para esse estilo nos consoles.
Apesar de não se equiparar a jogabilidade avançada dos PCs, há de salutar o excelente trabalho feito pela Creative Assembly. Nunca foi tão prático e intuitivo jogar estratégia nos consoles, a equipe de desenvolvedores está de de parabéns.

Nota: 8,5

Pitaco do GRN: Esse é um game que a mão está coçando para pegar nessa Ultimate Sale, principalmente depois dessa análise do Felipe! Os 1000G levam por volta de 50-60 horas e o jogo já conta com alguns DLCs que levaram o jogo para os 1240G. 

 


 

[Análise do Fórum] é uma seção onde trazemos a opinião dos usuários do nosso fórum (www.xboxforum.com.br) para o site do Conquistaria. Participe da discussão você também!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s